Para organizar a II Semana Nacional de Arte Espírita na sua cidade temos 3 preocupações básicas:

  1. Atividades que podem ser programadas
  2. Locais disponíveis para estas atividades
  3. As datas das atividades

1) Atividades que podem ser programadas

Em geral podemos programar: apresentações artísticas, palestras, estudos, oficinas.

Na sua cidade existem artistas ou grupos de arte espírita? Quantos são? Você os conhece ou tem contato com eles?

Comece listando estas pessoas, pois eles são a matéria prima desta Semana Nacional. Entre em contato com eles, verifique se terão disponibilidade no período (30/09 a 08/10/2017) para participar.

Que tipo de apresentação artística podemos fazer? O que for conveniente e possível. Alguns exemplos:

  • Peças teatrais, sejam de longa duração ou simplesmente esquetes
  • Bandas ou músicos solo
  • Corais
  • Coreografias ou espetáculos de dança
  • Exibição de filme ou vídeo, seja de curta ou longa duração
  • Apresentação de poesias
  • Exposição de quadros, esculturas, fotografias
  • Palestra artística (ex.: evangelho musical)

 

É interessante programar palestras sobre Arte Espírita. Existem oradores que poderão falar sobre o tema? Não é necessário que sejam artistas, mas que tenham interesse em participar. A Organização Nacional da Semana fornecerá bibliografia sobre o assunto, para que os palestras possam planejar e estruturar sua fala.

A palestra é uma ótima oportunidade de conhecer o tema, mas geralmente a platéia tem uma atitude passiva e não tem oportunidade de discutir o assunto. Na cidade existem pessoas que possam conduzir um estudo com discussão sobre Arte Espírita? Será maravilhoso se pudermos ter um momento destes na Semana. Verifique neste blog o material de referência para preparação de palestras e estudos.

Há possibilidade dos artistas darem oficinas de arte? É importante que estas oficinas sejam para promover a arte espírita.

Uma reflexão importante a fazer é a seguinte: minha cidade terá atividades suficientes para fazer a programação da Semana? Ou é mais viável se unir a cidades próximas e realizar a Semana na região metropolitana?

Evitem chamar artistas ou oradores de outras cidades ou regiões metropolitanas, pois estes poderão estar envolvidos ou desfalcar a Semana de Arte de sua cidade de origem.

 

2) Locais disponíveis para as atividades

A Semana Nacional de Arte Espírita não deve ter como foco apresentações em grandes locais como teatros, auditórios e ginásios. Estabelecendo estes locais como nosso objetivo, podemos inviabilizar a realização da Semana, devido aos custos envolvidos.

Atenção: estes locais não estão proibidos, e são um instrumento sensacional para realização de espetáculos e divulgação da arte espírita, e tem talvez uma maior possibilidade de atingir o público não espírita. Mas devemos olhar para os inúmeros locais que estão ao nosso alcance.

Se buscarmos as instituições espíritas de nossa cidade, já teremos alcançado 2 objetivos:

  1. Envolver a instituição dentro do trabalho da arte espírita
  2. Alcançar o público espírita que frequenta a casa

Só do centro espírita abrir suas portas para participar, é um ponto positivo na tarefa de difusão e consolidação da arte espírita no Brasil.

Vários centros espíritas já tem infraestrutura para apresentações artísticas. Isto viabiliza a realização da Semana. Às vezes a instituição já tem atividades de arte, e isto envolverá os artistas da casa. A infraestrutura pode ser pequena ou grande, possibilitando apresentações que requerem mais ou menos recursos. E se o centro não tiver nenhuma estrutura, podemos realizar uma apresentação com pouco ou nenhum recurso? E se não for possível nem isto, podemos fazer uma palestra sobre Arte? Ou um estudo?

É interessante usar vários locais durante a Semana. Isto possibilita que mais pessoas e instituições possam ser alcançadas, além de dar ao público opções de mais fácil acesso em relação ao local onde residem.

Caso no período esteja agendado algum evento espírita em sua cidade, como feira do livro espírita, encontro ou congresso, contacte a organização e verifique se é possível incluir na programação uma atividade artística espírita da Semana Nacional.

Uma outra possibilidade, se for conveniente, é usar locais públicos, como praças, shoppings, etc.

 

3) Datas das atividades

A II Semana Nacional de Arte Espírita ocorrerá num período de 9 dias – uma semana estendida, por assim dizer. Começa num sábado, 30 de setembro, e termina no domingo da semana seguinte, 08 de outubro.

O que seria ideal? Que tivéssemos atividades em todos os dias do período.

Para isso, temos que verificar os calendários dos locais disponíveis. Quais dias eles tem reunião pública? É possível fazer apresentações artísticas nestes dias? Ou pelo menos uma palestra? Concentramos várias apresentações artísticas em um único dia  para aproveitar a disponibilidade de um local específico? Distribuímos pela semana?

Montem dentro do calendário da semana as datas disponíveis em cada local e as possibilidades de atividades ali. Verifiquem as disponibilidades dos artistas, oradores e oficineiros. E com isso, construam uma grade de programação. E sempre confirmem com os locais e as pessoas envolvidas.

MUITO IMPORTANTE: as orientações acima são sugestões. Não é obrigatório que ocorram atividades em todos os dias, nem é proibida a utilização de um local mais de uma vez.